Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Adivinha!

Adivinha sobre o que vou falar hoje? Um sitio onde posso falar de tudo o que me apetece...

Adivinha sobre o que vou falar hoje? Um sitio onde posso falar de tudo o que me apetece...

Adivinha!

27
Ago09

Será desculpa???


Milheiras

Numa altura, dizem eles, de crise os meus 500€ de salário do ano de 2007 sentiram um aumento vertiginoso em 2008 e passaram a ser 510,50€ é claro que estagnou em 2009 e continuo com 510,50€ o que não seria estranho se eu acreditasse na crise...

Todos  dizem que tenho muita sorte porque tenho emprego e conto com um salário todos os meses. Chamem-me gananciosa, mas  eu não estou contente com o meu salário...

Chamem-me pretenciosa, empertigada, o que quiserem mas acho que o meu trabalho qualificado com uma Licenciatura na àrea em que exerço a minha actividade profissonal devia merecer mais...

E tenho ido a entrevistas de trabalho, por sinal a muitas...

Todos têm adorado o meu CV (não sei o que ganhariam em enganar-me) o que é certo que me dizem sempre que tenho um CV muito bom, mas como tenho de dar ao meu actual trabalho 90 dias, todos me dizem que não podem esperar tanto...

Não sei se é desculpa...

Mas neste último trabalho ofereciam 950€ acho que já é bastante razoavel....

 

Talvez seja mesmo uma desculpa e não eu valha nada...

19
Ago09

Sensações...


Milheiras

Odeio passar por determinadas sensações que depois me acabam por afectar a vida.

É horrivel quando alguém tem uma atitude incorrecta com alguem e tu te dás muito bem, e quando encontras aquela  que foi maltratada é estranho...

Sinto-me comprometida como se fosse eu que tivesse feito mal directamente. Porque indirectamente  fiz  mal por me dar com esse tipo de gente.

 

13
Ago09

O reviver...


Milheiras

Num espaço de pouco mais de um mês voltei a reviver aquela dor que senti pela 1ª vez no dia 01-01-2007 quando o Bigodes desapareceu. Depois foi a agonia de a 31 de Agosto a Nina ter deseparecido foi a alegria imensa de reencontrar a 11 de Setembro de 2007 e depois a dor mais profunda de todas quando ela voltou a desaparecer a 5 de Outubro desta vez para sempre...

Entretanto adoptamos a Milu que nos acompanha desde 14 de Outubro de 2007. Quando mudámos de casa ficámos felicissimos porque os nossos vizinhos também adoravam gatos e tinham 4. Duas de casa e 2 de rua que apenas lá iam comer.

Os gatos acabaram por se tornar também nossos. Tinhamos  sempre umas festas e turrinhas repartir e uma  "guloseiras"  também. Eram gatas já adultas mas muito meigas que nos adoptaram e que nos visitavam assiduamente. Uma delas era preta como a minha Nina e a outra era "tigreza" como os  gatos da minha infância.

Foi com grande choque que recebemos a noticia, há pouco mais de um mês, que a preta tinha morrido mesmo à porta de casa... Causa morte? Não sabemos, era fim de semana e estavamos todos em casa curiosamente na divisões que dão para a rua mas nem nós nem os vizinhos deram por nada nem travagens, nem um miado... nem nada...

Hoje precisamente hoje o meu marido chegou a casa por volta das 7h30 da manhã e vinha transtornado a outra gata estava morta quase no mesmo sítio... O estranho é que ninguém deu por nada outra vez nem travagens, nem um miado... nem nada...

Porque doi tanto perder assim amigos?

Sim porque estes são os verdadeiros amigos....

12
Ago09

Pontos de vista


Milheiras

Quando os mais velhos nos dizem que vamos mudar a nossa maneira de pensar, quando tivermos 18 e depois com 20 já pensamos de outra, com 25 já vemos a coisa com outros olhos, temo que aos 30 tenha outra opinião.

Agora que me encontro no intervalo entre os 25 e os 30 a cair mais para o lado dos 30 compreendo como nós somos pequenos.

Não sei se nós portugueses, se nós do interior (mas os do litoral acontece o mesmo) se nós classe média, classe média baixa e classe baixa (mas na classe média alta e classe alta também acontece). O que é mesmo certo é que acontece.

Nós que nos achamos donos da verdade, sejamos nós analfabetos ou  graduados de facto somos muito pequeninos....

Existem aqueles que quando têm algum poderzinho, acham que são os donos do mundo.

Mentira!

O mundo é tão grande temos tanto que aprender por este mundo fora...

Um mundo que por vezes parece ser pequeno...

Mas só para quem é pequeno...

Porque existe uma infinidade de coisas para aprender...

Sim uma cabecinha de alfinete neste gigantesco mundo, tenho tanto que aprender e explorar, e não houvessem amarras era muito mais fácil....

Um dia hei-de conseguir desmaterializar-me!

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2004
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2003
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.