Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Adivinha!

Adivinha sobre o que vou falar hoje? Um sitio onde posso falar de tudo o que me apetece...

Adivinha sobre o que vou falar hoje? Um sitio onde posso falar de tudo o que me apetece...

Adivinha!

30
Set16

A Escola


Milheiras

" O trabalho dessas pessoas, a princípio estranhas, que passam a maior parte do dia connosco, é de grande importância e vai-nos acompanhar para o bem e para o mal para o resto da vida. Mas o contributo fundamental para a nossa formação, é que vai determinante no tipo de pessoa que vamos ser, vem dos nossos pais." p.p. 14 In "Sejam Felizes!" de José Ceitil

20
Set16

Dá que pensar!


Milheiras

" A mente refugia-se num sistema confortável que nos faz sentir eternos, que nos faz esquecer os aspectos relacionados com a morte e a fragilidade da nossa existência. Isto tranquiliza-nos e faz-nos pensar que temos tempo para fazer tudo aquilo que queremos fazer. Mas o que a realidade nos diz, por seu lado, é algo radicalmente diferente: se estamos convictos e queremos algo na vida, temos de o fazer já, porque a única coisa que temos é  presente." José Luis Molinuevo in Viver com Alzheimer

16
Set16

1º dia de aulas no 1º ano do 1º Ciclo


Milheiras

Resultado de imagem para escola

 

 

1º dia de aulas no 1º ano do 1º Ciclo

Como o tempo passa depressa, assim se passaram 3 anos.... O meu filho já está 1º ano do 1º Ciclo, mas continuo a  ser a mesma mãe galinha. E esperançosa que a escola seja mais inclusiva. Saí de lá de lágrimas nos olhos, não por causa dos meu filho, mas de um menino que estava sozinho, o pai tinha ido cedo deixá-lo porque não podia faltar ao trabalho, e a mãe está no hospital, e ele ali estava sossegadinho sem ninguém desse por ele a ver a azafama de pais e filhos....

 

 

 

14
Set16

Nem para as limpezas...


Milheiras

Resultado de imagem para confusão desenho

 

 

Gostava de saber qual é o critério que se utiliza para seleccionar os empregados de limpeza. Se é só a experiência e quem está a começar? É que eu nem para isso sirvo fiquei em 9 lugar, no concurso. Agora falaram - me em auxiliar de geriatría. Não sei que faça é o ordenado mínimo, 40km por dia, turnos, 40 horas semanais. E depois o que me mete mais medo, lidar com as pessoas. Se calhar não é lógico ter este medo, mas a verdade é que nunca fiz uma higiene. E não me sinto muito à vontade. Por outro lado, devo desistir dos meus sonhos e para aquilo que estudei?

O diálogo na minha cabeça eu eu (esperançosa) versus eu (desesperada):

eu (desesperada): "Em tempo de guerra não se limpa armas!"

eu (esperançosa):   "Então eu andei a estudar tantos anos para isto?"

eu (desesperada): " Não te caem os parentes na lama, por isso! É um trabalho honesto e além disso precisas do dinheiro."

eu (esperançosa):: " Não é desmérito, mas tem de ser mesmo isso? É que tenho medo de fazer o trabalho. Será que não consigo arranjar outra coisa?"

eu (desesperada):" Está visto que não há mais de uma ano que não arranjas nada....o melhor é tentares!"

eu (esperançosa): "Mas e depois se perco a oportunidade de arranjar algo melhor?"

eu (desesperada): " Se tivesses de arranjar algo melhor já tinhas tido tempo não achas??"

eu (esperançosa): " Não sei que faça, depois estão os turnos, como fazemos com o menino?"

eu (desesperada):" Mas queres ganhar dinheiro ou não?"

eu (esperançosa):" Mas tens de pensar se te compensa é que o pequeno não pode ficar sozinho, implica teres de requisitar apoio extra e o que vais ganhar não é assim tanto....Pensa bem!!!!

eu (desesperada):Pensa bem!!!! €€€€

05
Set16

Como sabemos que estamos velhos?


Milheiras

Este post tem a sua inspriração no Post  do Blog Em busca da Felicidade! Mais precisamente na nota final que passo a transcrever:

"Nota final: eish, borrachas laranja e azul para apagar caneta! eish, o Michael Knight! Eish, estamos velhos, pá!"

 

Depois de ler isto, comecei a recordar as coisas que me fazem sentir velha, e são tantas...

Eu ainda sou do tempo...

 

... em que grandes rebanhos de ovelhas atravessam as ruas da vila e as mulheres à porta de à espera que elas passassem, depois desciam os seus "piais"  munidas de pás pequeninas e vassourinhas de palha, curvadas sobre a rua apanharem as "caganitas" para colocarem nos vasos das flores...

 

... eu aindo sou do tempo em que em todas as ruas havia mulas ou burros e que muitos entravam pela porta principal...

 

...ainda sou do tempo em que os homens estacionavam as motorizadas à porta do barbeiro para verem os calendários de mulheres nuas que cobriam a parede da barbearia, e a que a porta se encostava para qualquer criança ou senhora mais curiosa...

 

... ainda sou do tempo em que só comia frango assado quando vinha há Feira (2 vezes por ano)...

 

... ainda sou do tempo de andar de carreira, para todo o lado que fosse preciso sair da vila...

 

... ainda sou do tempo das mercearias...

 

... ainda sou tempo em que trazias as cadeiras e mochos e para rua nas noites quentes de verão e conversavamos uns com os outros e nas noites de torada abriasse a janela para ver a tourada da rua.

 

... ainda sou do tempo em televisão era a preto e branco...

 

...ainda sou do tempo de acordar com a música "António Saala" da rádio...

 

....das borrachas laranja e azul e apagavam caneta e furavam folhas....

 

E vocês?

 

 

 

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2004
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2003
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.