Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Adivinha!

Adivinha sobre o que vou falar hoje? Um sitio onde posso falar de tudo o que me apetece...

Adivinha sobre o que vou falar hoje? Um sitio onde posso falar de tudo o que me apetece...

Adivinha!

14
Out16

"Há dias de manhã, nem de tarde se deve sair à noite!"


Milheiras

Eu frequentei a escolaridade obrigatória (9º ano, na época), fiz mais 3 anos para concluir o Secundário. Frequentei 3 anos de Ensino Superior para ter o grau de Bacharel, de seguida frequentei mais um ano para ter o grau de licenciado. Entretanto arranjei trabalho como Assistente Administrativa (Habilitações 12º ano, com salário a condizer). Passados 4 anos candidatei-me novamente ao ensino superior, mas não entrei no ano seguinte voltei a tentar e entrei frequentei 3 anos para ter o grau de licenciado (Bolonha) com uma gravidez pelo meio licença de maternidade seguida de desemprego, como o ramo que me interessava no ano em que frequentei o 3º ano não abriu deixei 1 cadeira por fazer para frequentar mais um ano para concluir a Licenciatura com o perfil pretendido.  No total acabaram por ser 4 anos. No ano seguinte candidatei-me e acabei por matricular-me no mestrado, conclui o 1º ano com sucesso, a dissertação é que não está pronta. (nem sei se alguma vez estará!) Tudo isto com um filho pequeno, casa e marido e sem empregada, umas vezes desempregada outras com trabalho.  No entretanto frequentei vários cursos, acções de formação, conferências, seminários, etc.

Agora estou há um ano desempregada, tenho feito candidaturas para todo o tipo de trabalho até limpezas!

 

Mas sabem, esqueçam tudo o que vos contei porque afinal o que eu sempre sonhei na vida foi estar em casa sem fazer nada, a depender de um marido que não chega a ganhar 2 ordenados mínimos por mês, numa casa a precisar de obras mas que não as posso fazer porque não tenho dinheiro, em que sobra sempre mês para além do ordenado.

 

"Há dias de manhã, nem de tarde se deve sair à noite!"

 

 

 

05
Out16

Dia da República


Milheiras

 

 

" Vai raiar um novo sol de Liberdade espancando para bem longe a nuvens sombrias que nos asfixiam. As prerrogativas dos grandes senhores cairão por terra como ídolos de barro; a igualdade será um facto; acabar-se-hão as distinções de classes, o povo, êsse bom povo trabalhador e obscuro, terá horas de paz e de felicidade, poderá, como os outros, ascender aos mais altos cargos, desde que tenha inteligência e seja honrado. Há tantos talentos desconhecidos e ignorados nêsse pobre e humilde povo! É ver como qualquer ideia nobre e elevada lhes empresta uma eloquência arrebatadora e os faz levar após si centenares de pessoas. Como é lindo o nosso sonho!" in:  Sobre um vulcão de José Pereira de Lima

02
Out16

Lição de Vida


Milheiras

 

Nós achamos sempre que somos correctos ou que estamos agir correctamente e depois levamos umas lições da vida, para abrir a pestana.

Hoje levei eu 1º e a seguir o meu filho.

Um casal amigo pediu-me se eu tinha umas coisas a mais do meu filho (roupas e brinquedos) que já não quiséssemos, porque mudaram de  casa e tinham pouca coisa pois só lhes foi possível trazerem o essencial.

Arranjei umas coisas que já não serviam ao meu filho, os brinquedos é que foi pior, mas lá arranjamos alguns e fomos.

Vivem numa casa bastante humilde mas com as condições essenciais. Pediram alguns apoios sociais incluído alimentação. E foi aí que levei uma lição, sempre pensei que esses apoios eram para os mais pobres neste momento para a casa deles entra mais dinheiro mensalmente do que para a minha. Caiu a ficha : "Eu estou entre os mais pobres".

A seguir foi o meu filho foi uma luta para se desfazer de meia dúzia de brinquedos para levarmos. Chegamos lá o filho do casal tinha apenas 3 brinquedos, ainda assim queria dar um deles ao meu filho, porque não tinha nada mais para lhe dar...

 

"Toma batatas de Roma!"

 

Resultado de imagem para slap

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2004
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2003
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.