Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Adivinha!

Adivinha sobre o que vou falar hoje? Um sitio onde posso falar de tudo o que me apetece...

Adivinha sobre o que vou falar hoje? Um sitio onde posso falar de tudo o que me apetece...

Adivinha!

13
Fev14

Vidas


Milheiras

(imagem retirada da net)

 

 

Existem dias em que sinto que vivo vidas paralelas. A vida que realmente tenho e a vida que gostaria de ter. E nem sempre consigo sobrepô-las.

Talvez parece uma loucura aquilo que digo. Não falo a nível material, mas sim emocional.

 

 

30
Nov13

Ser mulher, mãe, esposa, estudante, "escrava", voluntária e desempregada


Milheiras

 

Existe dias que acho que me perdi de mim mesma, como se não bastasse ser mulher e todas as complicações que isso acarreta, parece que somos formatadas, para olhar para todos os lados. Ainda acumulo as funções de mãe, "escrava" ( ou Dona de casa porque como estou desempregada não tenho dinheiro para pagar a alguém que me ajude), voluntária numa Universidade Sénior e numa Associação sem fins lucrativos e desempregada.

 

Bem todas as mães sabem o que significa ser mãe... portanto não vale a pena explicar que eu praticamente deixei de existir... (O "eu", mesmo eu).

 

 

Depois como estudante de mestrado, ler, investigar, estudar...etc... os estudantes  e ex-estudantes sabem do que estou falar.

 

Ser dona de casa..."O trabalho da dona de casa nunca se acaba" é o que a minha mãe me diz sempre. (Pois não, ele é que acaba connosco!) As donas de casa sabem do que estou a falar...

 

Ser voluntária: como sou voluntária na Universidade sénior, dou aulas, por isso tenho de as preparar, e como voluntária na associação, tenho de ir a reuniões, encontros  e outras tantas coisas... (Mas é a parte que me faz sentir útil, é ver no rosto das pessoas a felicidade de passarem um momento diferente)

 

E para quem pensa que o mais fácil destas tarefas todas é o facto de estar desempregada, desengane-se...

 

Desempregada: Apresentação quinzenal, no IEFP ou SS para provar que continuo desempregada e viva, apresentação mensal de comprovativos de procura de emprego, parece simples, verdade??? Não é.

Ver diariamente  oferta de empregos adequar CV e carta de apresentação ao anúncio, enviar candidaturas espontâneas,  se for por email, relativamente rápido , mas por carta temos de despender de 2 a 3 horas, se for presencialmente pode chegar às 4 horas.

Manter o CV sempre actualizado e diplomas bem arquivados, quer em suporte papel quer digital, cada vez que se envia CV é preciso ter as devidas fotocópias. Para não falar das convocatórias para apresentação esporádica no IEFP, que aprecem no intervalo destes 15 dias para frequentar formação ou apresentar os comprovativos de procura de emprego.

Só para terem ideia no último anúncio de emprego a que respondi, tive de gastar cerca de 60 euros...(Requerimento de documentos específicos 30€), (transporte para levantar os documentos 20€), (fotocópias e envio de correio registado 10€)

 

E  é bom nem abordar nada sobre o no papel de encarregada de educação......

(Imagem reirada da net)

 

http://melhor-davida.blogspot.pt/

25
Nov13

Coisas que ficam arquivadas na memória...


Milheiras

 

Hoje por causa de um comentário que me deixaram deste blog http://oimpossivel.blogs.sapo.pt/, fizeram-me recordar uma daquelas coisas que ficam arquivadas na memória.

Fez em Setembro 13 anos que um amigo meu ficou paraplégico, por causa de um acidente. Não éramos daqueles amigos de unha e carne, mas entendíamo-nos bem. Depois de um período bastante penoso, voltou para casa. A minha mãe "obrigou-me" a ir visitá-lo e levar-lhe uma caixa de chocolates...

Eu não queria ir, não por me fazer impressão mas por pensar que lhe podia fazer mal. Afinal tínhamos a mesma idade, os mesmos projectos e objectivos e os dele tinham de ser adiados.

Eu segui com minha vida, ele também, mas ele teve de avançar mais devagar por causa das operações e tratamentos, tinha medo de o magoar por ele me ver em pé...

Assim fui-me afastando, até ganhei medo em lhe falar...

Entre nós foi surgindo um fosso... que persiste até aos nossos dias...

 

Retirada de http://www.google.pt/imgres?imgurl=&imgrefurl=http%3A%2F%2Fsotepeco5minutos.blogspot.com%2F2013%2F06%2Faqui-ha-so-estrada-antes-da-curva-e.html&h=0&w=0&sz=1&tbnid=KrKfO0xYZx-fzM&tbnh=194&tbnw=259&zoom=1&docid=28IY03exWN_tfM&ei=4pOTUoXEKfL30gXzkYHYDQ&ved=0CAEQsCU

21
Nov13

10 anos de Adivinha um Blog Sapo....


Milheiras

10 anos de Blogs do SAPO

 

Sempre fui fiel ao Sapo, quer no email, quer no blog.

Parece que foi ontem que o meu namorado me disse, tu gostas de escrever diários, já ouviste falar dos diários online (blog), e depois toda a gente vai ler o que escrevi? Ao principio tive medo! Mas depois as pessoas comentavam e respondiam e era giro saber que alguém perdia tempo a ler o que eu escrevia. Nestes 10 anos a blogesfera mudou muito "segui" muitos, outros tantos me "seguiram", mas vida é mesmo assim, fomos abandonado os blogs, uns regressarem como eu outros não....

Nestes 10 anos mudou tanta coisa... Tirei 2 licenciaturas e uma pós-gradução, mudei 3 vezes de trabalho, fiz e faço voluntariado, casei, e tive um filho, e plantei 2 árvores, mudei de casa 5 vezes e nunca mais vivi na minha terra...

Nestes 10 anos conheci tanta gente, e perdi tanta gente...

Foram 10 anos intensos como se pode ver no blog, fui feliz, chorei...

Pelo caminho fui criando outros blogs que se perderam na blogesfera....

 

Que venham outros 10 anos....

 

 

12
Nov13

Os nossos nunca morrem...


Milheiras

 

Se fosses viva tinha sido o teu aniversário no passado dia 10 domingo, sempre que é possível reunimo-nos e bebemos chá acompanhado com castanhas ou bolotas, tal como tu farias se ainda cá estivesses... Como te tive tão pouco tempo acabei por criar em mim, com as histórias que me contaram,  uma imagem de ti só minha...

Este domingo não foi diferente... juntamo-nos bebemos chá e comemos castanhas e tu estiveste sempre lá...

11
Out13

Filho(a) único(a)


Milheiras

Fala-se muito que os filhos únicos são egoístas. Eu sou filha única! Não me considero egoístaa, mas talvez seja. O que eu sinto e o que sei de falar com outros filhos únicos é que somos solitários. Não que não nos relacionemos com os outros, porque todos os que conheço até são bastante sociais. É uma solidão interna! Algo que vem de dentro! Uma solidão que apesar de estarmos com outras pessoas, nos faz sentir sós sempre.

No me caso sempre houve algumas precipitações por ter esse medo irracional da solidão. Moldei a minha vida de tal forma que me condicionei a mim própria a aquilo que sou, o meu ser, para evitar a solidão...

E adivinhem? Nunca me senti tão só...

 

 

(Imagem retirada da net)

 

10
Out13

Pós-Graduação em Gerontologia


Milheiras

Existem muitas coisas que eu não percebo, uma delas é que as pessoas se acomodem. Mas chego à conclusão que também não adianta não baixar os braços. Neste país é assim! Eu tirei uma Licenciatura em Assessoria de Administração trabalhei 7 anos na área (mas recebi sempre como alguém que só tinha o 12º ano) e fui enxotada para o desemprego. Como sempre fui uma lutadora tirei outra licenciatura de Educação e Formação de Adultos - Ramo de Educação Gerontológica. Supostamente esta última ia dar a oportunidade de continuar na área da formação. Supostamente... Porque depois vieram os concursos a nível nacional que davam preferência aos professores, que eram formados para trabalhar com jovens, mas no caso serviam muito bem para trabalhar com adultos. Nós que estavamos formados para trabalhar com adultos fomos colocados na prateleira.

Mas eu como não sou de baixar os braços decidi especialiazar na àrea em que sempre sonhei trabalhar a gerontologia, talvez tivesse oportunidade em algum dos lares. Mas até agora nada!

Supostamente acabei a minha pós-graduação em 30 Setembro de 2013, apesar de as notas só terem saído no passado dia 6. Agora vou continuar com a dissertação para atingir o grau de mestre. Com a esperança que os lugares de direcção nos lares não continuem a ser ocupados por jovens reformados sem qualificação na àrea. Acho que havia de haver um sindicato dos desempregados...

25
Set13

Organizações...


Milheiras

Como é bom, de ver através do me outro blog "O cheiro dos livros", tenho andando em arrumações, ou será desarrumações?

Talvez seja eu que estou um pouco louca, mas quando pego nos meus livros é como se eles falassem comigo...

É estranho! Mais estranho é a quantidade de livros que já li, e os que tenho em lista e espera...

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2004
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2003
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.