Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Adivinha!

Adivinha sobre o que vou falar hoje? Um sitio onde posso falar de tudo o que me apetece...

Adivinha sobre o que vou falar hoje? Um sitio onde posso falar de tudo o que me apetece...

Adivinha!

29
Jan18

Mais um Adeus!!!


Milheiras

Imagem relacionada

 

Queria ter ido visitá-la, e ao mesmo tempo tinha medo de ir...Acabei por não ir...

Hoje partiu!

Partiu uma amiga, com 86 anos.

"E a coisa, é como ela, é!"

Dizia muitas vezes, quando não havia volta a dar.... Agora sou eu quem digo:"E a coisa, é como ela, é!"

Era um ÁS, no jogo da Sueca, chegou a trazer prémios para a Universidade Sénior.

Tornou o seu sonho realidade, ainda no ano passado, quando esteve cá a minha Profª de visita ela disse:  que sempre disse que não queria morrer sem aprender a ler, e aprendeu!

Depois dos 75 aprendeu a ler e a escrever, foi comigo à Universidade, era um exemplo!

Era a minha companheira para todas as atividades...

 

"E a coisa, é como ela, é!"

 

Até Sempre!!!

Até um dia destes!!

 

 

15
Jul14

A carta


Milheiras

Hoje enviei uma carta para o teu pai. Não consigo imaginar com que dor ou indignação a vão receber. Tentei evitar que a carta fosse em nome do teu pai. Pedi se não podia enviar para o cabeça de casal da herança. Responderam-me que não, que tinha de ir em nome do teu pai. Talvez esteja a ser pretensiosa, o teu pai que também era um bocadinho meu. Assim como os teus avós também eram um bocadinho meus. Sempre ao longe, mas tenho padecido das vossas dores, e das poucas alegrias. Sempre tive uma adoração por ti, eu e uma data de miúdas lá da escola. Mas eu estive sempre mais longe de ti, em crianças brincávamos juntos com os cowboys e os índios da playmobile, que tu tinhas. Depois quando fomos para a escola dos grandes separamo-nos. Lembro de voltar a tua casa por 3 vezes, uma que ficaste doente em casa, de outra vez que caíste de bicicleta pela barreira enquanto esperávamos pela catequese e a outra é última, quando a minha mãe me obrigou a ir visitar - te, depois do acidente. Na minha cabeça desde que apareceu a Didi, só tiveste olhos para ela. Ainda hoje acho isso, talvez por isso nunca simpatizasse com ela. Houve alturas que estivemos mais próximos, quando andámos na explicação juntos, se tu soubesses o que significou na altura ter ido contigo a casa da tua tia e partilhar contigo o banco da frente... E depois quando nos encontramos na farmácia um dia antes do acidente. Se soubesses o quanto me marcou o que passaste... Tanto que achei melhor afastar - me de vez... Depois a morte dos teus avós.... E agora o teu pai... Foi o primeiro pai que partiu dos nossos colegas de escola. E quando te fui cumprimentar e os teus olhos se arrasaram de lágrimas, eu senti que não estavas à espera que eu estivesse ali... E eu não esperei que te emocionasses e emocionei-me. Tal como me emocionei hoje quando vi a carta para o teu pai.

 (imagem retirada da net)

04
Jan10

Um começo de ano estranho!


Milheiras

Que me lembre em toda a minha vida nunca tive um começo de ano assim, um fim de ano, sim!

Comecei o ano no funeral de um amigo... Foi tudo tão estranho! Parecia um pesadelo que eu ia acordar a qualquer momento, mas isso infelimente não aconteceu...

Talvez o ano de 2010 vá mesmo correr bem, uma vez que já passei pela parte má logo no início.

No entanto hoje sinto-me completamente destroçada, tudo aquilo me fez muito mal!

30
Dez09

29 de Dezembro


Milheiras

Agora tenho mais um motivo para não simpatizar com esta época...

Ontem recebi um telefonema a informar que um dos meus colegas e amigos de curso tinha partido...Assim! Sem mais nem menos! De um momento para o outro assim numa manhã de trabalho, numa pausa para café! Assim! Sem ninguém poder fazer nada...Assim!

Não estava doente...Assim! Como a chama da vela quando lhe dá uma aragem...Assim!

É estranho com esta idade não contamos receber estas noticias...Ainda estamos muito na fase de sermos imortais...

E agora o que fazer com vazio?

Esta sensação de alguém vai voltar a ligar a desmentir tudo... Que  foi um grande engano...

Como é possivel que tudo mude de um momento para o outro? Assim!

Que saias para trabalhar e nunca mais voltes?

Assim!

Agora resta ter a esperança que enquanto cá estiveste connosco foste feliz!

Onde quer que estejas jamais nos esqueceremos de ti...

22
Dez09

O mundo dos crescidos...


Milheiras

Quando não queremos explicar aos mais pequenos as nossas parvoíces dizemos que ele não percebe porque faz parte do mundo dos crescidos...

Mas que mundo é este? Que abafou o espírito do natal... E nos torna infelizes, que nos faz faltar ao respeito ao próximo.

Este ano o Pai Natal está a ser substituído por bandeiras com o Menino Jesus, para relembrar que celebramos o nascimento de Jesus e não a chegada do Pai Natal.

Mas não estaremos só a mudar de símbolo/imagem?

Será que dentro de nós existe realmente uma mudança?

Seremos nós mais generosos e compreensivos? Mais calorosos? Mais humildes? Mais pacientes? Mais amigos?

 

17
Dez09

Para a semana é Natal!!


Milheiras

Dizem que o "Natal é quando o Homem quiser", mas a verdade é que de amanhã a 8 dias é dia de Natal do ano de 2009... O medo do fim do milénio já lá vai...Agora que temos as estações do ano e o clima  completamente modificado, ninguém se preocupa....

Não sei se têm sido as minhas leituras se as minhas crenças, mas acho que uma vez já vos disse que no  1º Sábado de Setembro de 2000 um acidente de um amigo fez com que aceitasse o trauma, que me perseguia desde 1988,  da morte num acidente de um primo muito chegado. Esse amigo lutou pela vida e acho que em parte o avô abdicou da vida para ele viver. Não sei porquê mas a verdade é que depois disto tudo afastei-me dele, por não conseguir lidar com tudo o que se seguiu.  Soube agora que teve um grave problema de saude e pergunto-me porque haverá necessidade de um Ser Humano sofrer tanto. Ele que sempre foi uma pessoa dócil, amiga do seu amigo, com uma capacidade de perdão incrível! Talvez isto sirva de ensinamento para todos nós, quando nos queixamos por caganices...

Ainda eu esta semana fiz a figura ridicula de me queixar de uma caganice, por ter ido fazer uma eco renal e o médico andou para me espetar a máquina pela barriga  dentro. Ficou a doer-me. Incrível como posso ser tão piegas ao ponto de me queixar...

Afinal apesar do excesso de peso (e estou a falar a sério), não tenho problemas de saúde, tenho casa, trabalho e um marido que me ama... Aproxima-se mais um Natal e mais uma festa de família, com a família de sempre... do que me queixo???

 

 

Ah, o sismo! Hoje só se fala do sismo. Sim, senti o sismo mas não me apercebi que era um sismo, não tive medo mas a minha gata teve....

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2003
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.