Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Adivinha!

Adivinha sobre o que vou falar hoje? Um sitio onde posso falar de tudo o que me apetece...

Adivinha sobre o que vou falar hoje? Um sitio onde posso falar de tudo o que me apetece...

Adivinha!

22
Ago15

4º Passo para começar a organizar a sua vida, segundo Thais Godinho (O segredo para as pessoas serem organizadas)


Milheiras

"Quais são as prioridades na sua vida hoje?

(por exemplo: os filhos, o seu cônjuge, a sua carreira, você mesmo, a sua casa, etc.)"

Thais Godinho in Vida organizada

 O meu filho.

 O meu marido.

 A minha casa.

 O meu trabalho.

 O meu mestrado.

 

 

 

 

 

"Como está sua alimentação? De que maneira cuida da saúde?"

Thais Godinho in Vida organizada

 Péssima! Não faço planos como o que calha! E faço ou compro o que der!

 

 

"Quais as actividades extra que assumiu?

(Ginásio, cursos, etc.)"

 Thais Godinho in Vida organizada

 Mestrado!

 

 

 

 

"Como organiza o seu tempo destinada ao lazer?"

Thais Godinho in Vida organizada

 

 

 Não organizo

 

 

21
Ago15

3º Passo para começar a organizar a sua vida, segundo Thais Godinho (Conhecer-se a si mesmo!)


Milheiras

"Como se descreve a si mesmo?"

Thais Godinho in Vida organizada

Sou paciente

Sou desorganizada

Sou complicada

Sou teimosa

 

 

"As 5 coisas que mais gosta"

Thais Godinho in Vida organizada

Livros

Ver Tv

Ambientes tranquilos

Conversar

 

 

"As 5 coisas que mais detesto"

Thais Godinho in Vida organizada

 Confusão

 Ambientes ruidosos

 Dormir pouco

 Que não me deixem dormir

 Que estejam sempre a trás de mim

 

 

"Como define o seu trabalho? O que é que faz? Quais são as suas habilidades profissionais? O que faz melhor?"

Thais Godinho in Vida organizada

 

Bem, o que faço de melhor? Esta é difícil, mas talvez  seja conversar. Actualmente gosto de muito do que faço pois tenho oportunidade de contactar com muitas pessoas diferentes, cada dia meu é diferente e faço coisas muito diferentes num só dia de trabalho, e isso deixa-me feliz!

 (Isto foi olhar-me sem óculos!)

 

25
Jun14

Ser mulher... Ser mãe... Ser eu.


Milheiras

É bom saber que não sou a única, a pensar que tudo poderia ser diferente se não tivesse decidido ser mãe. Não é que me arrependa, porque não me arrependo, mas o que é certo é que a vida muda muito. Para pior ou melhor não sei! Muda! Amo o meu filho! Isso não muda! Mas a mulher tem sempre o papel mais pesado. A verdade é que deixamos de ter vida própria, para podermos ser mãe, os homens não. A maioria continua a sua vidinha de sempre!
30
Nov13

Ser mulher, mãe, esposa, estudante, "escrava", voluntária e desempregada


Milheiras

 

Existe dias que acho que me perdi de mim mesma, como se não bastasse ser mulher e todas as complicações que isso acarreta, parece que somos formatadas, para olhar para todos os lados. Ainda acumulo as funções de mãe, "escrava" ( ou Dona de casa porque como estou desempregada não tenho dinheiro para pagar a alguém que me ajude), voluntária numa Universidade Sénior e numa Associação sem fins lucrativos e desempregada.

 

Bem todas as mães sabem o que significa ser mãe... portanto não vale a pena explicar que eu praticamente deixei de existir... (O "eu", mesmo eu).

 

 

Depois como estudante de mestrado, ler, investigar, estudar...etc... os estudantes  e ex-estudantes sabem do que estou falar.

 

Ser dona de casa..."O trabalho da dona de casa nunca se acaba" é o que a minha mãe me diz sempre. (Pois não, ele é que acaba connosco!) As donas de casa sabem do que estou a falar...

 

Ser voluntária: como sou voluntária na Universidade sénior, dou aulas, por isso tenho de as preparar, e como voluntária na associação, tenho de ir a reuniões, encontros  e outras tantas coisas... (Mas é a parte que me faz sentir útil, é ver no rosto das pessoas a felicidade de passarem um momento diferente)

 

E para quem pensa que o mais fácil destas tarefas todas é o facto de estar desempregada, desengane-se...

 

Desempregada: Apresentação quinzenal, no IEFP ou SS para provar que continuo desempregada e viva, apresentação mensal de comprovativos de procura de emprego, parece simples, verdade??? Não é.

Ver diariamente  oferta de empregos adequar CV e carta de apresentação ao anúncio, enviar candidaturas espontâneas,  se for por email, relativamente rápido , mas por carta temos de despender de 2 a 3 horas, se for presencialmente pode chegar às 4 horas.

Manter o CV sempre actualizado e diplomas bem arquivados, quer em suporte papel quer digital, cada vez que se envia CV é preciso ter as devidas fotocópias. Para não falar das convocatórias para apresentação esporádica no IEFP, que aprecem no intervalo destes 15 dias para frequentar formação ou apresentar os comprovativos de procura de emprego.

Só para terem ideia no último anúncio de emprego a que respondi, tive de gastar cerca de 60 euros...(Requerimento de documentos específicos 30€), (transporte para levantar os documentos 20€), (fotocópias e envio de correio registado 10€)

 

E  é bom nem abordar nada sobre o no papel de encarregada de educação......

(Imagem reirada da net)

 

http://melhor-davida.blogspot.pt/

11
Out13

Filho(a) único(a)


Milheiras

Fala-se muito que os filhos únicos são egoístas. Eu sou filha única! Não me considero egoístaa, mas talvez seja. O que eu sinto e o que sei de falar com outros filhos únicos é que somos solitários. Não que não nos relacionemos com os outros, porque todos os que conheço até são bastante sociais. É uma solidão interna! Algo que vem de dentro! Uma solidão que apesar de estarmos com outras pessoas, nos faz sentir sós sempre.

No me caso sempre houve algumas precipitações por ter esse medo irracional da solidão. Moldei a minha vida de tal forma que me condicionei a mim própria a aquilo que sou, o meu ser, para evitar a solidão...

E adivinhem? Nunca me senti tão só...

 

 

(Imagem retirada da net)

 

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2003
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.