Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Adivinha!

Adivinha sobre o que vou falar hoje? Um sitio onde posso falar de tudo o que me apetece...

Adivinha sobre o que vou falar hoje? Um sitio onde posso falar de tudo o que me apetece...

Adivinha!

19
Ago15

Desabafo de uma desempregada não confundir com desocupada!


Milheiras

Faço uma pausa, no meu desafio da "vida organizada com Thais Godinho", para fazer um desabafo.

Estou de veras indignada como é possível que ainda confundam desempregada com desocupada, é que há quem faça voluntariado a sério, e isso não está previsto em lado nenhum, então não estou disponível a todas as horas e pelo tempo que o IEFP precisa. Para além disso não estou disposta a trabalhar por 252€, + comissões, isso até devia ser ilegal, convocarem as pessoas para isto!

Mas enfim, não é só isso que me indigna, são os meios de comunicação, as eleições e os políticos.

A crise está no fim!

Para a minha carteira não, até porque os estágios passaram de 12 meses que conferia o subsidio de desemprego, para 9 meses que não confere.

E como mesmo assim infelizmente eram muitos que tinham direito ao subsidio social de desemprego, eles (políticos) mudaram as regras do jogo se dantes na formula eu valia 1 , o meu marido 1, e o meu filho 0,5; agora eu valo 1, o meu marido 0,7 e o meu filho 0,5 ; não contentes com isto não podemos ultrapassar 2 vezes o valor de 80% do IAS (419,26) que diga-se passagem é uma verdadeira fortuna (335,40€).

É a loucura uma casa de 3 pessoas a viver com 680€, nem sabem o que fazer com esta exorbitância...

Mas o nosso país está muito melhor!!! Agora vão votar e votem nos mesmos porque eles realmente têm feito muito por nós, principalmente o esvaziamento das carteiras e da dignidade.

 

 

04
Dez13

Dezembro


Milheiras

Como já tenho partilhado Dezembro não é de todo o meu mês de eleição.

1º Não gosto do frio.

2º Não gosto de ter contar tostões todos os meses e tenho sempre a sensação que o mês de Dezembro nunca acaba e é seguido por outro mês interminável (Janeiro)

3º Não sou propriamente fã do Natal.

 

Não é que não goste de ver as ruas com  luzes a iluminá-las, pelo contrário. Acho é que deviam permanecer o inverno todo.

Depois não tenho muita paciência para as compras e por conseguinte para os peditórios (no resto do ano as pessoas não precisam?).

Anda tudo preocupado com família, o ano inteiro não os visitam porque não querem ou dá muito trabalho, mas no Natal temos de ir (pelo menos para ver o que têm para nos dar). Chegam a haver conflitos para casa de quem o familiar vai passar o Natal.

 

 

Para mim o dia de Natal é como outro dia qualquer, nascem pessoas, morrem pessoas. Adoecem pessoas, curam-se pessoas, zangam-se famílias, fazem as pazes famílias, sendo feriado é provável que não haja muitos despedimentos nem muitas admissões. As pessoas choram, riem. Comem se tiveram comer, e não comem se não o poderem comer.

 

O governo devia ter proposto a extinção do Natal e do Ano Novo.

 

Afinal no nosso país a família não é valorizada e no Ano Novo as únicas novidades são o aumento dos bens básicos.

 

Nesta imagem só consigo ver solidão....

(imagem retirada da net)

19
Nov13

Desespero...


Milheiras

Às vezes dou por mim a pensar, que o que me prende a esta vida é o meu filho. Sem dúvida que nada é por acaso. Afinal se não fosse o meu filho que tinha eu a perder?

Ás vezes penso que talvez fosse melhor eu ser acompanhada por um psicologo, mas falta o melhor, são os luxos de se estar desempregada...

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2003
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.