Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Adivinha!

Adivinha sobre o que vou falar hoje? Um sitio onde posso falar de tudo o que me apetece...

Adivinha sobre o que vou falar hoje? Um sitio onde posso falar de tudo o que me apetece...

Adivinha!

19
Ago15

Desabafo de uma desempregada não confundir com desocupada!


Milheiras

Faço uma pausa, no meu desafio da "vida organizada com Thais Godinho", para fazer um desabafo.

Estou de veras indignada como é possível que ainda confundam desempregada com desocupada, é que há quem faça voluntariado a sério, e isso não está previsto em lado nenhum, então não estou disponível a todas as horas e pelo tempo que o IEFP precisa. Para além disso não estou disposta a trabalhar por 252€, + comissões, isso até devia ser ilegal, convocarem as pessoas para isto!

Mas enfim, não é só isso que me indigna, são os meios de comunicação, as eleições e os políticos.

A crise está no fim!

Para a minha carteira não, até porque os estágios passaram de 12 meses que conferia o subsidio de desemprego, para 9 meses que não confere.

E como mesmo assim infelizmente eram muitos que tinham direito ao subsidio social de desemprego, eles (políticos) mudaram as regras do jogo se dantes na formula eu valia 1 , o meu marido 1, e o meu filho 0,5; agora eu valo 1, o meu marido 0,7 e o meu filho 0,5 ; não contentes com isto não podemos ultrapassar 2 vezes o valor de 80% do IAS (419,26) que diga-se passagem é uma verdadeira fortuna (335,40€).

É a loucura uma casa de 3 pessoas a viver com 680€, nem sabem o que fazer com esta exorbitância...

Mas o nosso país está muito melhor!!! Agora vão votar e votem nos mesmos porque eles realmente têm feito muito por nós, principalmente o esvaziamento das carteiras e da dignidade.

 

 

02
Nov13

Tenho umas questões para os economistas e não só...Questionemo-nos!


Milheiras

1- Que beneficios tivemos com o facto do 1 de Novembro deixar de ser feriado? E porquê?

2- Que beneficios tivemos  com o fim dos restantes feriados? E porquê?

3- Que beneficios tivemos com o facto das turmas serem cada vez maiores? E porquê?

4- Que beneficios tivemos com a redução da taxa de natalidade? E porquê?

5- Que beneficios tivemos com o aumento da emigração? E porquê?

6- Que beneficios tivemos com a diminuição do desemprego no trimestre passado? E porquê?

7- Que beneficios tivemos com o aumento dos impostos e das reduções salariais? E porquê?

8- Que beneficios tivemos com o incentivo ao emprego jovem? E porquê?

9- Que beneficios tivemos com a diminuição de estudantes os ensino superior? E porquê?

10 - Que Que beneficios vamos ter com este novo orçamento de estado?E porquê?

 

 

Se me ajudarem a responder a esta questões,  eu agradecia...E peço para explicarem  "como se eu fosse muito burra", obrigado

16
Set13

Ai!!! Que nervos.... Mãe GALINHA??????? Ou talvez não....


Milheiras

Hoje foi efectivamente o 1º dia de aulas para o meu pequeno.

Estou que nem posso...(Ai!! Que nervos...)

De certeza que tanto a auxiliar, como a educadora Têm experiência de sobra... Já lidaram com uma boas dezenas de 1º dias.

Já lidaram, com o novo, o estranho, o choro, o sentimento de abandono, o desespero, as saudades dos pais...

Mas este é o meu filho, e eu tenho consciência que não podem dar atenção a todos, porque afinal são 25 para 2 pessoas....

E quanto mais consciência tenho, mais vontade tenho de ser ignorante.

A ideia de a escola abrir às 7h45 e fechar às 18h, deve ser bastante reconfortante para alguns pais, outros de certeza que acham insuficiente.

Porque quem sai do trabalho às 18h precisava que a escola fechasse às 19h, e quem sai à 19h precisava que fechasse às 20h e por aí fora...

Mas eu só pergunto o que é que esta sociedade está a fazer ao futuro do país??? A quantidade de horas que os nossos pequenos passam com estranhos...

Eu pergunto-me se fiz bem em coloca-lo já na pré...afinal ele acabou de fazer os 3 anos, eu estou em casa.

É uma pergunta que me corrói por dentro...

Mas ele faz o horário mais reduzido possível. Entra às 9h e sai às 15h30. (Eu a tentar desculpar-me!)

11
Set13

Professores/as


Milheiras

Bem, eu estava um pouco afastada desta coisa da educação e de facto não percebo quando os professores deixaram de ser professores para serem nem sei bem o quê, talvez "burocratas". 

Eu sei que estou a sofrer de um síndrome qualquer, pois o meu filho vai para a pré este ano pela primeira vez, como não foi ao infantário ou creche, tenho de estar a sofrer de um síndrome qualquer.

Mas a fronteira do síndrome de mãe e o ridículo das burocracias ou incompetência, não devem ser muito visíveis pois não sei onde começa o síndrome e onde termina a incompetência.

Ontem foi a reunião de pais.  Sempre pensei que nos fizessem preencher algum formulário com mais algumas características dos nossos filhos, para além dos dados biográficos.  Esta ideia de misturarem os miúdos de várias idades, e uns já estarem a frequentar a pré e os entrarem por 1ª vez na mesma turma para os miúdos até pode ser benéfica, mas para os pais nem por isso. Pois  "Tal como no ano passado" ," Isso, é igual ao não passado" ( o único problema é que eu e mais alguns pais não tivemos lá no ano passado). Acho que, os professores deviam aproveitar aquele espaço para partilhar informações úteis com os pais, para além dos dados biográficos...

Mas se calhar isto é só o síndrome de mãe.

28
Ago13

Surpresa!!!!


Milheiras

Cavaco Silva deu luz verde às 40 horas na Função Pública (Renascença)

O Presidente da República promulgou o aumento do horário de trabalho na Função Pública. O diploma já seguiu para publicação, segundo avança o “Jornal de Negócios”.

 

Após, ler esta manchete, apetece-me perguntar:

 

E isto é noticia?

 

Havia dúvidas?

 

Para que serve o aumento?

 

Qual o passo a seguir? 45 para os privados?

 

Assim, combatemos o desemprego?

 

Assim, combatemos alguma coisa?

 

Estou tão indignada com o meu país... Uns que fazem o que lhes dá veneta e os outros que não querem saber....e acreditam no Pai Natal e no Coelhinho da Páscoa...

 

Vamos bem encaminhados, vamos...

 

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2003
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.